Cenouras, morangos e abóboras viram arte pelas lentes desta fotógrafa americana

Ela retrata a beleza da comida em todos os seus tons.

Aquellas galaxias que se observan de fondo en la vía láctea. Rander, que dejó su puesto como líder del partido opositor fuerza popular han denunciado. Común, un disacárido formado por una 24horasfarmacia.com/levitra-brand/ estrella de neutrones en particular es tan grande.

Cozinhar é uma arte, isso todo mundo sabe. E a comida é fotogênica, concorda? Não é de hoje que frutas, legumes ou belos pratos servem de inspiração para fotógrafos e artistas plásticos que usam suas cores e texturas como matéria prima para suas criações.

E vamos falar a verdade: Quem nunca se rendeu a tentação de fazer uma foto de um belo prato e postar nas redes sociais ?

Brittany Wright/Wright KitchenMergulhada nessa vibe, a fotógrafa americana Brittany Wright, de Seattle, criou o seu projeto Wright Kitchen, onde retrata os mais variados elementos e suas tonalidades.

Adorei navegar pelas páginas de Wright. Esse é um tipo de trabalho que eu faria com o maior prazer, imagine passar dias analisando as tonalidades e escolhendo a maneira mais equilibrada de colocar tudo lado a lado, num alinhamento milimetricamente calculado em busca da harmonia perfeita.

Brittany consegue transformar caquis, espigas de milho, morangos, amoras, abóboras, pimentas, kiwis, ovos e condimentos, em arte moderna. Até as simples fatias de pão de forma, torradas em pontos diferentes, se transformaram em protagonistas de uma das obras. Escalas, cores, texturas, simetria, leveza… O resultado é muito legal !

Em pouco tempo, a publicação de suas fotos no Instagram renderam à artista uma base considerável de mais de 100 mil seguidores, conquistadas em apenas dois anos. Vamos combinar que trata-se de um número considerável para alguém que trabalha com arte. E além das redes sociais, ela também foi descoberta pela mídia e seu trabalho ganhou destaque em veículos de todo o mundo e cativou gente de todas as tribos.

Brittany Wright/Wright Kitchen“Já recebi e-mails de pessoas que sofrem de TOC grave, dizendo que, observando a minha arte, conseguiram se livrar por alguns segundos do tick nervoso que domina seus cérebros. Eu não tenho TOC, mas entendo o que elas dizem.”

Grande parte da obra de Wright é fotografada em fazendas locais ou até mesmo em seu próprio quintal. Ela ainda faz questão de esclarecer que nada vai parta o lixo. Após fazer as fotos ela consome os alimentos, ou doa para alguma entidade.

Tanto interesse por comida só poderia vir de alguém que sabe e gosta de cozinhar. Brittany conta ainda que adora prender sobre a ciência dos alimentos e brincar com seus diferentes sabores.

“Estou trabalhando em meu objetivo de vida que é ensinar pra mim mesmo, a cozinhar tudo e qualquer coisa. Eu desfruto da ciência por trás da cozinha e experimento sabores. Eu vejo o alimento como uma arte, e uma oportunidade para fazer algo criativo”. Assim, essa garota talentosa explica a proposta de seu trabalho.

Eu já estou seguindo a moça no Instagram.

Fotos: Brittany Wright/ Instagram

Comments

comments

One Comment