Ghee, a manteiga sagrada que encantava o Senhor Krishna

ghee2Também conhecida como ghee, a manteiga clarificada é amplamente usada na culinária indiana e também na medicina Ayurvédica por ser um alimento nutritivo (calórico), antioxidante (rejuvenescedor), eficiente na eliminação de toxinas, entre outras propriedades.

Na culinária, a manteiga clarificada é extremamente funcional pois tem um “ponto de fumaça” mais alto. Isso quer dizer que pode ser usada em temperaturas mais altas antes de começar a queimar e ficar nociva.

A técnica de fazer a manteiga clarificada consiste em retirar toda água e sólidos de leite, mantendo somente a gordura. A receita está abaixo, depois das historinhas.

Krishna, o garotinho que roubava manteiga

baby krishna eating butterSempre que falo em comida, encontro uma boa história pra contar. Nos livros sagrados da Índia, a ghee é encarado como um alimento sagrado, fornecido fornecido pelo animal mais sagrado da Terra, a vaca. Prajapati, Senhor das Criaturas, criou a ghee friccionando suas mãos e, em seguida, ele derramou essa manteiga no fogo para gerar sua descendência.

Prajapati é uma divindade suprema do início da construção da religião hindu, aparecendo nos hinos da criação do universo (Sukta Nasadiya) como o Grande Arquiteto (Viswakarma). Foi a personificação do fogo, do sol e do tempo. É comum durante um ritual da cultura védica, devotos oferecerem lamparinas de ghee para as Deidades presentes no altar. Segundo às escrituras, essa oferenda ajuda a ver a figura do Senhor e também representa uma encenação da criação.

Nos escrituras védicas também encontramos várias histórias sobre o Senhor Krishna e sua paixão por manteiga. São muitas as passagens que contam que, quando criança, o pequeno Krishna tinha o hábito de “roubar” ghee da cozinha de sua mãe.

“Um dia, quando ninguém estava olhando, Krishna deu início a Seus passatempos de roubar manteiga fresca. Surpreso ao ver o Seu reflexo em uma pilastra revestida de joias, Ele sentiu um calafrio de medo e disse: “Querido irmão, não conte para a mamãe. Vou separar um pouco de manteiga para você também e você pode comer comigo”. Observando seu travesso filho de um lugar escondido, mãe Yashoda ouviu aquelas doces palavras faladas à maneira de uma criancinha e experimentou grande deleite”.

“Um dia, enquanto Yashoda estava fora de casa ocupada em atividades domésticas, Krishna, dentro da casa, roubou manteiga novamente. Quando Yashoda retornou, ela disse alto: “Querido Krishna, onde Você está e o que Você está fazendo?”. Ouvindo-a, Krishna ficou temeroso e parou de roubar manteiga. Pensando parado por um instante, Ele respondeu: “Mãe, Minha mão começou a queimar com a refulgência brilhante de Minhas pulseiras de rubis, então enfiei a mão neste pote de manteiga para parar de doer”.

(Trechos da obra Ananda Vrindavana Champu de Srila Kavi Karnapur, Bhaktivedanta Book Trust)

Esse filminho também fala da paixão de Krishna pela manteiga: Krishna And Pot Of Butter

[embedyt] http://www.youtube.com/watch?v=gq0hiQZmFPc[/embedyt]

Manteiga Clarificada
Avalie este Receita
Imprimir
Ingredientes
  1. Manteiga integral sem sal: 200 gramas
Instruções
  1. Levar uma panela de banho maria com um pouco de água ao fogo para aquecer.
  2. Colocar a manteiga na outra parte e encaixar sobre a panela com água.
  3. É importante não deixar o fundo do recipiente da manteiga encostar na água. O correto é derrete-la somente com o vapor.
  4. Manter no fogo baixo, sem deixar ferver, até que toda a manteiga esteja derretida.
  5. Se perceber a presença de impurezas (espuma) na parte de cima da manteiga, vá escumando e retirando.
Quando perceber que a manteiga está bem liquida, apague o fogo e verá que ela ficou dividida em três partes
  1. Na parte de cima ficaram as impurezas (retire tudo com uma escumadeira);
  2. A parte do meio é a manteiga clarificada;
  3. No fundo da ficou a parte láctea da manteiga, que também deve ser desprezada.
  4. Delicadamente vá retirando a manteiga clarificada com uma concha e despejando em outro recipiente. Não deixe a parte de baixo (o leite) se misturar.
  5. Embalar em vidros e guardar.
Adapted from Vamos Falar de Comida
Adaptado por Vamos Falar de Comida
Vamos Falar de Comida! http://vamosfalardecomida.com.br/

Comments

comments